“Não tenho tempo”

“Se existe alguma coisa que temos nessa vida de verdade é a nossa mente, nosso corpo e o tempo.

O tempo é um bem concedido, e como você irá usá-lo é uma decisão somente nossa.

O fato de sermos atropelados pelos acontecimentos e as demandas do dia-a-dia também é uma decisão nossa.

Não ter tempo é uma coisa que todo muito tem, ou melhor, não tem hoje em dia. Isso significa que obrigatoriamente temos que ser produtivos pelo menos 12 horas por dia.

Não ter tempo é ser importante. É ter sob seus cuidados uma demanda e muitas responsabilidades. É ser imprescindível e praticamente insubstituível. E nós como humanos temos uma necessidade vital de sermos “necessários”, que também significa ser aceito, que faz correlação com ser amado….

Não ter tempo é também fugir daquelas coisas que detestamos. Aquele seu amigo é gente boa, mas, gente tão boa que chega a ser chato. E por acaso, você nunca tem tempo de ligar pra ele. Não ter tempo é uma ótima desculpa para essas coisas.

Não ter tempo redime os erros, os esquecimentos, as faltas e um monte de coisas.

Não ter tempo é praticamente uma nova ferramenta da modernidade, ela poderia ser vendida nas ruas.

Não ter tempo é a desculpa que todos compreendem, porque eles também não tem tempo. Ou não querem ter, porque TER tempo significa quase um desajuste. Significa ser improdutivo. E na vida atual onde “time is money” ser improdutivo é um pecado mortal.

Na verdade quando alguém nos fala “não tenho tempo pra isso”, significa exatamente, “isso não me interessa a ponto de investir meu tempo e atenção nisso”.

O tempo virou um “bem”, e a valorização desse bem não está na quantidade, mas na qualidade dele.

Se você realmente não tem tempo para as coisas que, de verdade, gostaria de fazer na sua vida, você está empregando mal seu bem mais valioso.

Embora todos digam que não têm tempo, muitos perdem tempo com diversas futilidades e nem se dão conta disso.

Você chegou aqui, desenvolveu sua vida totalmente “sem tempo” e vai embora um dia. Mas o tempo, continuará.

Na verdade muitos agradecem ao tempo por tudo que ele concede, por todas feridas que ajuda a curar e pela transformação que ele permite quando se “tem tempo” de parar e se auto avaliar.

Será que você vai continuar “não tendo tempo”, ou vai resolver falar a verdade sobre o que acontece no seu dia-a-dia?”

(Monikornellas, Link para o texto original)


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s