Feliz equinócio de primavera!

Hoje é dia de equinócio da primavera! “A palavra equinócio vem do latim, aequus (igual) e nox (noite), e significa “noites iguais”, ocasiões em que o dia e a noite duram o mesmo tempo”. Eu sempre gostei muito da data, mesmo antes de estudar religiões ‘neopagãs’ e visitar eventos de religiões japonesas antigas. Talvez porque seja muito próximo do meu aniversário e eu sempre associei como um momento duplo de renovação de ciclo. Sobrevivi o inverno e agosto, mês do cachorro louco, agora é relaxar e gozar. Comemorar rs. Tudo bem que este ano o inverno foi bizarramente quente, mas não deixa de ser inverno. O que importa é que cada um arruma suas loucuras e momentos de parar para fazer uma reflexão e agradecer os presentes da vida.

Mas entendo que os antigos eram sim espertos de celebrar os ciclos da natureza e viver de acordo com eles. Conectar-se com o resto do mundo e da natureza é esperto. Conectar-se com algo maior, com o universo, com aquilo que você acreditar é importante. A questão não é fazer parte de uma religião, a questão é ter fé. Ter fé e perceber que você não é um bicho sozinho no seu mundinho. Perceber que você faz parte de algo maior e que tudo está conectado de alguma forma. Se você acha o mundo feio e podre, lembre-se de que você também é o mundo e podia estar sendo menos feio. (Lembrando sempre de Gandhi: be the change you wish to see in the world) (ou na versão Gabriel o Pensador: Muda que quando a gente muda o mundo muda com a gente).

No facebook é tudo meio 8 ou 80. Tem pessoas que mostram a fé fervorosa e fazem vários posts sobre Deus. Tem outras que são completamente céticas e ficam reclamando da religião alheia e do quanto as pessoas são cegas. Alguns poucos são um pouquinho equilibrados. O fato é que quando o assunto é fé e crenças o bicho pega. Ninguém está a fim de aceitar as crenças alheias. Religião alheia irrita, frases de auto-ajuda irritam, pessoas amargas demais ou felizes demais irritam. O facebook é pura intolerância.

Enfim, tudo isso para dizer que não importa qual é a sua crença. E não importa se você frequenta igreja, se você é ateu mas tem medo de fantasma. Acho que o importante é ter sua própria fé e consciência. Ficar criticando as crenças alheias não leva a nada, só mostra que a gente é intolerante e amargo. Ficar com peso na consciência porque a gente não é ambientalista ou não visita crianças doentes no hospital também não adianta nada. Antes de sentir peso na consciência de não ajudar o mundo a gente precisa no mínimo ajudar a nossa família, amigos ou pessoas mais próximas. A gente precisa saber se está fazendo o melhor pela gente e nas pequenas coisas. O que não pode é ficar parado reclamando de si mesmo e do mundo, como eu sempre fiz rsrs.

Bom equinócio e reflexão a todos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s