Brisando

“That pleasure which is at once the most pure, the most elevating and the most intense, is derived, I maintain, from the contemplation of the beautiful”. (Edgar Allan Poe)

“A arte é a contemplação; é o prazer do espírito que penetra a natureza e descobre que a natureza também tem alma.”
( Auguste Rodin ) 

Hahahaha. O título do meu post é estranho, mas eu estou num momento engraçado de curtição aqui e não sabia dar outro nome. O fato é que ter retornado ao Coral (da Cidade de São Paulo – visitem: http://www.contatocoralsp.blogspot.com) está causando uns efeitos legais em mim. Deve fazer quase 2 anos que eu parei minhas aulas de canto e agora estou me obrigando a voltar a estudar um pouco de novo. Talvez até voltar a fazer aulas de canto lírico! Isso porque a Nona de Beethoven tá me deixando com vergonhaaaaaa… não consigo chegar nas notas mais agudas. Ai que agudo! Enfim, meu problema é que estou sob efeito de endorfina combinada com Monteverdi. Eu tinha esquecido como gostava de canto lírico… e música antiga!! Ai, estou feliz.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s