Mês: setembro 2010

♡ Happy! ♡

E finalmente chegam os 30! E hoje também é dia do Cantor, dia da Música Popular Brasileira, dia do Encanador, dia do Idoso! rsrs

Feliz dia do Cantor a todos os cantores! ^_^ (e aos cantores idosos!) (e os encanadores idosos) (mas acho que só tenho amigos cantores jovens hoje em dia)

Este ano estou comemorando aqui dentro de mim muito mais radiante do que nos anos anteriores todos. Os 18 também foram uma alegria rs mas nada comparado aos 30. E acho que a diferença é essa, aqui dentro as coisas estão felizes por si só. E todo carinho que vem dos amigos, queridos, família e do meu amor estão somando em 1000. Consegui não criar tantas expectativas e estou melhorando em muitas coisas. O baque de ontem teria me deixado muito pior se fosse há alguns anos. (ok, eu era mais chorona, sensível e carente rs)

E o presente que ganhei à meia-noite do 天使 foi dos presentes mais lindos do mundo justamente porque me fez relembrar de tantas coisas boas da minha vida, da nossa vida, de pessoas queridas, daqueles dias, minutos, segundos de pura felicidade, que é aquilo que mais importa. Quem consegue guardar e lembrar sempre de tantos momentos bonitos consegue sorrir muito todos os dias. Ou seja, parar de focar as chatices e nuvens escuras que aparecem e olhar para o que importa.

Obrigada a vocês todos que fazem parte da minha vida (de perto ou de longe) e deixam tudo tão bonito!

E obrigada aos amigos habilidosos que conseguiram ver quem eu sou, mesmo com a carapaça de porco-espinho incompreensível que assusta… rsrs Amo vocês todos.

Bicicletários!

Continuando a campanha em apoio aos usuários de bike, bikelovers, chic cyclists etc, resolvi colocar aqui o link explicando sobre os Bicicletários dos Metrôs de SP. O legal é que você pode tanto pegar uma bike emprestada (e pega capacete, cadeado e tal) quanto deixar a sua estacionada lá enquanto faz suas coisas. Eles estão em várias estações de metrô e eu achei a ideia ótima. Pena que não tem metrô ainda perto de casa, mas o melhor que dá para fazer é ir de bike até a estação Vila Madalena, deixar lá e pegar o metrô para outros lugares. (Para a Paulista, por exemplo, vale a pena, porque o estacionamento é caríssimo, outro dia paguei 31 reais para ficar algumas horas).

Acessem: Bicicletários

Spring is here again…

Feliz Equinócio de Primavera! Hora de os ursos polares colocarem as pernas brancas para fora, dormirem menos, saírem mais… Ok, faz um tempinho que ficou quente, depois frio, depois quente, depois seco, e frio, e choveu. Mas agora é oficial. Enjoy!

Dia Mundial sem Carro!

Feliz Dia Mundial sem Carro, pessoas!

E eu nem sabia que o Dia Mundial sem Carro havia começado em 1988 na França! Afe maria, como nós somos atrasados… hehehe De qualquer forma, apesar de eu não ter me livrado do meu carro até hoje (mas isso nunca sai da minha cabeça), eu apóio infinitamente a idéia de evitar o carro e principalmente de andar de bike. Eu incentivaria mais o uso de transporte público… mas considerando que em São Paulo o transporte público é super caro e muitas vezes deixa a desejar, não tenho como falar muito.

Mas se você estiver a fim de começar a andar de bike pela cidade, como meio de transporte (não só como diversão), visite os blogs e matérias abaixo, que eu achei o máximo! Eu pretendo começar a treinar em breve. Depois conto aqui como melhorei os problemas de coordenação motora…

Hoje vou assim de bike

Gata de Rodas

Chic Cyclists

Pedalinas

“Elegante sobre duas rodas”

Jericoacoara ♡

Parando um pouco com posts analíticos bizarros, vamos falar das férias. Aaaaa, como eu amo sol, praia, mar e calor. Se tem algo que me faz feliz é isso. Também amo montanhas, campo e friozinho, mas praia me dá uma alegria diferente. Eu preciso de sol! E fomos para Fortaleza e Jericoacoara, que são puro sol e mar (e vento).

Fortaleza dizem que está super perigoso para turistas. Encontramos duas moças que estavam estressadas com assaltos e medo total. Mas nós tivemos sorte, porque estávamos acompanhados de legítimos fortalezenses, ou seja, foi super tranquilo. (Fora que eles são os anfitriões mais fofos do universo) Lá é impossível não tomar no mínimo 2 banhos gelados por dia, tamanho o calor. Mas o bom é que lá venta bastante (pelo menos nessa época).

No nosso primeiro dia em Fortaleza fomos assistir Ceará vs. Vasco no Castelão (o que, para quem me conhece, sabe que é totalmente inusitado). Detesto futebol, detesto estádios de futebol (mesmo para assistir shows de rock). Mas eu estava aberta para coisas novas e divertidas e o pessoal era muito legal. O jogo foi péssimo, o juiz era péssimo, um monte de gente foi embora antes do jogo terminar e teve tumulto e porrada. Mas nós saímos ilesos e tranquilos. O ruim foi achar um táxi para voltar para casa (acho que esperamos mais de 1 hora), mas como o papo estava bom, nem sentimos. Mas fica a dica, táxi em Fortaleza não é fácil.

Aliás, fomos para lá para um casamento de amigos queridíssimos da família Inomata. E foi lindo. Eu sou uma manteiga derretida anyway mas foi ótimo. A noiva estava linda demais, a mãe da noiva, muito feliz e doida, a festa, ótima. E no final teve samba.

Saindo da festa lá pelas 3 ou 4 (não lembro), 4 horas depois pegaríamos o ônibus para Jeri. Detalhe que era 7 de setembro e Av. Beira Mar estava interditada. Muvuca total e desfile. O ônibus atrasou mais de 1 hora e rolou um stress. Mas no final deu tudo certo. Umas 4h depois pegamos uma jardineira balançante e chegamos em Jeri no fim da tarde, a tempo de pegar o pôr-do-sol na famosa duna do pôr-do-sol. Coisa mais linda!

Ficamos mais 2 dias, o suficiente para conhecer a Pedra Furada e fazer os dois passeios principais de buggy (Lagoas e Tatajuba). Passeios lindos também. Paradisíaco. Lagos de água de chuva, cristalina. Dunas e mais dunas. Muito vento. Uma dica, na hora de negociar os buggies, se você for japonês, peça para seus amigos não japoneses negociarem os preços. As pessoas acham que a gente tem grana e cobram muito caro. Ah é, outro detalhe, se você é japonês, prepare-se para virar atração no Ceará.

Lagoa do Coração

Ah sim, outro detalhe, lá as estações dividem-se em duas: verão e inverno. O verão vai de agosto a dezembro e o inverno de janeiro a julho  (quando chove). Mas não é inverno, porque é quente do mesmo jeito. A única diferença é que chove. Como venta muito nessa época que fomos, não esqueça de levar óculos escuros!

Por fim, aos vegetarianos, aviso: não é fácil comer lá. Comemos um monte de macaxeira, queijo coalho, arroz, farofa. E as saladas são mais caras que as outras comidas.  A opção que arranjamos no Preá foi pedir dois ovos fritos com baião de dois, salada e macaxeira. Ah, mas comam tapioca, vale a pena! E preparem-se para voltar gordos. rsrs No final, tudo vale a pena.

Enfim, amei tudo. Não é à toa que tinha tanto gringo lá. Eles também sabem o que é bom! Visitem.