Mês: novembro 2009

Life…

Este é um background que eu achei num programinha do Iphone. Achei legal, então coloquei! E reparei que meus pés estão hoje sujos tipo na foto, porque subi da História para a Letras por um barro de sandália e ficou assim. De qualquer maneira não tem muito o que falar, a frase fala sozinha. A verdade é que a gente fica sempre adiando as coisas ou esperando algo acabar ou acontecer para tomar certas atitudes. Quando eu casar, eu vou viajar para sei lá onde. Quando eu ganhar mais de 10 mil reais eu vou fazer uma festa assim assim. Quando eu tiver filhos eu penso em sei lá o quê. Quando eu ficar melhor de grana vou fazer o curso que eu tanto quero. A gente vai postergando e postergando e acaba não fazendo nada.

Eu ainda estou tentando aprender a parar de adiar tudo. Ultimamente estou ficando com medo de ficar velha e não ter feito nada de legal!! Aai que medo!! Do jeito que eu sou paradona é possível que isso aconteça. Mas agora estou tentando parar. Quando eu e o meu amor estávamos com planos de morar juntos e tudo estava indo bem, eu acabei perdendo o emprego (leiam os posts mais velhos para entender). Na hora ficou aquela dúvida: e agora? Continuamos ou não? Esperamos eu arranjar um novo emprego? Eu pensei, ah, quer saber, a gente se vira com tudo na vida. E fomos. Acabei achando um novo emprego um mês depois da nossa mudança… ~Tudo bem que o emprego era tão ruim que eu pedi demissão 3 meses depois porque não aguentei. Mas o fato é que a nossa vida não pode ser condicionada o tempo todo por tudo. A vida tá passando… é melhor fazer as coisas e pronto. Antes que seja tarde né?

 

 

Anúncios

Just like anyone…

Quando eu era mais nova eu era uma fã maluca do Soul Asylum… Eu tinha uma coleção gigante de CDs raros, fotos, fazia parte do fã-clube, tinha vídeos… era uma época divertida. E esses dias eu e o Fau fomos no sótão da casa dos meus pais e resgatamos o velho poster que eu tinha, do Grave Dancers Union. Ele vai fazer parte da nossa sala!

Hoje fiquei com vontade de escrever um post sobre minhas loucuras e não consegui lembrar de nenhuma música que coubesse bem… aí lembrei da “Just like anyone”, que é uma música muito boa do Soul Asylum. O clipe tem a Claire Danes e a música fala de alguém meio desajustado… uma menina que queria ser apenas como os outros. É uma sensação adolescente na verdade, mas eu sempre descubro que tenho a cabeça mais maluca e bizarra do mundo… então sim, tenho sensações adolescentes até hoje, confesso. Quem será que não passou pela sensação de excluído no colégio? Pela nerdice, por ser gordo, feio, whatever? Existem os que faziam parte da turma cool, bonita, descolada, ótima em esportes e que zoava os nerds e excluídos. E existem os outros, os excluídos. Isso tudo parece apenas um filme americano sobre bulling e cheerleaders… mas na verdade é tão real e corriqueiro que não dá pra ignorar. Eu era nerd, era péssima em esportes, e japonesa, numa época em que ser japonesa não era modinha nem fetiche nem super culto. Hoje vejo que tenho uns parafusos a menos mas acho que isso faz parte… Pelo menos a gente evolui na vida, não?

 

 

Aaaaa Férias de Verão…

Bom, enquanto eu não estou com trabalhos ou empregos novos, estou aprendendo a relaxar um pouco mais, eliminar as preocupações e aproveitar as coisas gostosas das férias. Eu sou apaixonada pelo verão… (ok, teoricamente ainda não é verão, mas 31 de outubro foi o ápice da primavera e praticamente o início do verão, tanto é que 21 de dezembro é chamado de MIDsummer). Não sei se eu adoro o verão porque me lembra férias, preguiça, viagens, praia, namoro…

O calor às vezes é demais mesmo, mas refrescar-se na varanda sentindo a brisa à noite é muuito bom. E ontem com a chuvinha, tava mais gostoso ainda. Eu adoro varandas, chuvinhas rápidas de verão, ventos frescos noturnos, a noite, a lua, e o sol também. Como estou sem fotos apropriadas, vou colocar imagens nada a ver. Mas é só pra colorir um pouco o blog. Bom final de semana!

sitio_leque
No sítio dos Kadomoto. Saudade da forma do leque
picin_pes
Molhando os pés em Picinguaba

Renovação

Hoje começa oficialmente minhas ‘férias’ e o leap of faith propriamente dito. Eu tinha pedido demissão fazia 3 semanas, mas demorei pra sair porque o povo é doido e eu não quis ferrar demais o escritório. Mas enfim, agora é hora de começar a mexer os pauzinhos e principalmente conseguir ser otimista e sem aquele mega peso na consciência. Mal acordei já estou sentindo o peso vindo… aquela culpa toda por estar sem trabalho. Não sei de onde vem tanta culpa!! Tá, claro que eu sei de onde vem… Mas enfim, é um longo trabalho daqui pra frente, mas parece que trará muitas coisas boas!