Mês: setembro 2009

Preciso de mato…

DSCN2075

Anúncios

Contentamento

“Sou o que deveria ser. Faço o que deveria fazer. Eles também fazem exatamente o que deveriam fazer. Isso é contentamento. Se você quer mudar o que faz, a primeira coisa é estar contente com o que você é e com o lugar onde você está. Você é um magneto vivo e contentamento é uma das qualidades mais atrativas. A lei da atração diz que de acordo com seus pensamentos dominantes você atrairá as pessoas e circunstâncias na sua vida. Ser contente agora atrai o melhor futuro possível.”

Ultimamente o que mais tenho pensado é nessa história do “contentamento”… virtude bem difícil, bem f***, mas realmente essencial para “sobreviver” e viver nas condições que estamos hoje em dia. Hoje eu estava pensando no quanto a gente cria uma mega, mega tolerância e contentamento para ficar feliz todos os dias mesmo sendo xingado e agredido no trânsito, mesmo aguentando pessoas intolerantes e insuportáveis no trabalho, mesmo pegando 3 horas de trânsito por dia, mesmo não tendo tempo nem para cuidar da nossa própria saúde. Por um lado, pode ser considerado comodismo ou resignação. Por outro, se isso não é o que você quer da vida, realmente só pode ser tolerância e contentamento durante o tempo que você ainda não conseguiu sair daquela situação. E na boa, eu tenho certeza absoluta que eu não quero passar a minha vida toda gastando tempo e vida no trânsito, na poluição, ou fechada numa baia durante mais de 8 horas. De qualquer maneira, tudo demora para ser construído… e enquanto a gente não realiza nossos sonhos, haja muita tolerância e contentamento.

Quando a energia está muito caída….

A pergunta é essa: o que fazer quando você se sente exausto e drenado? Quando você não consegue encaixar um horário na sua agenda para lavar e passar roupas, por mais que você tente? Quando você tem que manter toda paciência do mundo para não cair no pessimismo, mau humor e raiva? Tá, entendo que a gente tem que manter a máxima força de vontade possível, sempre. Mas como renovar as energias, se manter sempre animado, não ficar cansado, não se deixar afetar pelo stress? Alguém aí tem alguma dica? Eu tenho pensado em meditação, mantra, música. Mas acho que conseguir fazer atividade física deve ser bom para renovar, não? Enfim, aceito sugestões…

A arte que não sai…

Bom, agora é quase 1 da manhã e eu tô aqui no youtube vendo videozinhos das minhas cantoras favoritas. Não sei por que tem essa coisa que eu não consigo desgrudar, esse  vício pela música, pelo canto, pela arte expressada pela voz. Aaaargh!! Eu mesma não sabia o quanto eu gostava disso. Cresci vendo meus pais cantando, vi minha irmã cantando, e meu pai disse que ficou botando Beethoven pra eu ouvir quando eu era bebê sei lá pra quê, acho que era para eu não fazer loucuras, e eu joguei os relógios dele (um pela janela e outro pela privada)… Mas enfim, eu gosto tanto tanto de ver as pessoas cantando que tenho a maior vontade do mundo de aprender isso. E o mais irônico é que eu sempre fui tímida demais, travada demais, pra dentro demais, para conseguir botar algo para fora ainda mais pela voz. Acho que não tem jeito. O jeito é continuar me apaixonando pelas músicas, me emocionando ouvindo as cantoras que gosto, e estudando canto sempre para aos poucos conseguir colocar pra fora tudo que está dentro e está há 29 anos aí engasgado. Droga, por que eu não me apaixono pelo Direito, pela burocracia, pelos processos, pela vida fechada dentro de ambiente com ar condicionado, pelas coisas duras e chatas que eu vejo o dia todo? Eu vejo pessoas apaixonadas pelos processos!! Isso existe, juro. Mas a gente definitivamente não escolhe as coisas que apaixonam e emocionam a gente. Sacoooooooooo.

Ecce Gratum!

Eeee! Finalmenteeee!!! Hoje o dia está chuvoso mas ainda assim estou feliz com a chegada oficial da primavera. Estou torcendo para que agora os dias comecem a ser mais claros, mais azuis, mais quentes e iluminados…

Anyway, aproveitem o dia e Feliz Equinócio de Primavera!

English: “Ostara” (1901) by Johannes Gehrts. The goddess Ēostre/*Ostara flies through the heavens surrounded by Roman-inspired putti, beams of light, and animals. Germanic peoples look up at the goddess from the realm below.
Created in 1884, judging by the signature. Published in 1901.

Argh

Aaargh! Hoje acordei exausta. É bizarro como os dias conseguem render tão pouco e eu me cansar com tudo. Eu já acordo pensando que vou chegar atrasada ade novo no trabalho e que se eu for embora às 19h as pessoas acham que isso é coisa de folgada, pq o negócio normal é trabalhar até às 21h. O negócio é respirar fundo e ir fazendo as coisas… Preciso fazer logo minha playlist “Painkiller”… porque só a música salva (e os tenshis também!) esses dias de cansaço bizarro. Acho que os amigos também salvam… às vezes uma palavrinha já dá mais ânimo para aguentar os carmas de todo dia.

Agora música do After Forever, que eu gosto muito…


I see your pain I see it grow
slowly inside you
You cannot control it
The hurting’s ruthless, you cannot win

I see every smile you fake
Strong emotion, strong devotion to ignore the pain
To stand strong

Day after day, to be there for us, always
To pretend there’s nothing wrong
How you feel or how it feels
No words describe it
Your body feels like a stranger
We cannot stop it, we cannot win

I see every smile you fake
Strong emotion, strong devotion to ignore the pain
To stand strong

I see every smile you fake
Strong emotion, strong devotion to ignore the pain
to stand strong

Every painful day, I’ll be there for you, always
And together we will stand strong

O tempo?

Coloquei esse texto sobre o tempo e em alguns aspectos gosto muito dele. É muito verdade que a gente se esconde atrás da desculpa do “não tenho tempo” para tudo. E sim, as pessoas adoram se sentir importantes.

Mas eu estava pensando que desde que mudei de casa e emprego eu não tenho sabido administrar meu tempo. Trabalhando até tarde todo dia eu costumo chegar mais ou menos umas 21h, às vezes 20h, mas não mais cedo que isso. E eu chego em casa com vários dilemas: lavo louça ou lavo roupa? cozinho ou passo roupa? arrumo a sala ou pago as contas no banco? procuro um plano de saúde ou procuro emprego? treino canto ou faço abdominais?

O resultado disso é que a casa anda bagunçada sempre, as roupas estão acumulando, eu estou sem plano de saúde, engordei uns 3 kg, mas dentro do possível tenho cozinhado sempre que dá, respondo e-mails, ouço música e treino algumas para cantar.

Quais são minhas prioridades hoje? Bom, acho que é (1) encontrar uma solução para minha vida profissional (arranjar um bom emprego e investir em outras coisas), (2) cuidar do meu namorido-amado, (3) tentar cuidar melhor dos amigos e família, (4) voltar aos estudos espirituais, (5) colocar a saúde em ordem.

Confesso que por enquanto só tenho gastado muuito tempo com a questão profissional. Muuita energia só nisso. Mas quem sabe se eu fizer uma agendinha e for disciplinada consigo arrumar essa bagunça? Alguém tem mais dicas? 😉