As Artes Marciais…

Eu ando meio sem assunto, mas hoje vou comentar um pouco de artes marciais. Este fim de semana está acontecendo o Campeonato Mundial de Kendo e por sorte este ano foi no Brasil. Eu não manjo absolutamente nada de kendo, mas resolvi ir lá para torcer pela Kyoko, pelo Brasil e acompanhar o Fau.

Confesso que realmente não tenho olho para enxergar os super ataques dos atletas, mas foi muito divertido. Como sou leiga no assunto, não esperem grandes comentários, mas me deu uma saudade absurda de fazer artes marciais. Eu assisti apenas as lutas femininas e fiquei bastante admirada com as exigências e peculiaridades do kendo. Por um lado, ok, não há espaço para firulas e criações incríveis como no kung fu. Você não fica imaginando que está pegando nas bolas do oponente, acariciando a fênix, tecendo linhas douradas, tocando sinos, etc. Mas é preciso vencer todos os medos e ir para o ataque, no matter what. Precisa de muito foco, concentração, agilidade, energia e muito f***-se. Tem que aguentar muito grito do oponente na cara, muita porrada de graça para todos os lados, cair no chão, empurra empurra e ainda assim ir sempre pro ataque, com precisão, força e energia. Acho que o kendo exige um psicológico forte, uma perseverança e uma presença muito grandes. Gostei muito. Fiquei com vontade de fazer, mas com certeza esse não é o tipo de atividade que vc decide fazer de repente e larga de repente se não quiser. O material é caro, o caminho é bem longo e precisa realmente querer muito.

Bom, muitos parabéns para a equipe feminina brasileira, que ficou em terceiro lugar, apenas perdendo para a equipe japonesa e koreana, que são absurdamente boas. E para quem está procurando uma arte marcial, recomendo muito o kendo.

Anúncios

2 comentários sobre “As Artes Marciais…

  1. Eu fico impressionado de ver como fiquei mais centrado depois que voltei a praticar uma arte marcial. Ao meu ver, depois que inventaram a pólvora parte da questão marcial envolvida no treino de qualquer estilo de arte marcial perdeu seu sentido. Por conta disso o enfoque pode ser direcionado para outras facetas dela, como um caminho para o auto conhecimento, integração e respeito pelo outro e melhoria de nós mesmo como um todo.

    Curtir

  2. Bem, comentário de quem pratica ou já praticou tanto o kendo como o kung fu. Acho ambas bem diferentes, digo beeeeem diferentes.

    Dá para comparar com a estética chinesa e japonesa: tem uma que é cheia de ornamentos, colorida, e bonita em seus ornamentos

    E tem outra que é simples, direta, eficiente e bela na simplicidade e retidão.

    Não posso dizer que se complementam, mas com certeza são quase opostas.

    Adoro as duas!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s