Excesso

Sempre me senti isolado nessas reuniões sociais: o excesso de gente impede de ver as pessoas. (Mário Quintana)

Não tenho tido muitas idéias para posts, mas achei essa frase que uma amiga querida me mandou num ppt e achei que tinha tudo a ver com o que eu sinto. Eu adoraria me sentir ótima nessas festas gigantes e tumultuadas, cheeias de gente. Mas em geral eu me sinto estranha e adoro reuniões caseiras pequenas, com poucas pessoas, pouco barulho, mais proximidade, mais carinho, menos superficialidade. Quando há muita gente reunida, as pessoas usam mais máscara ou mudam de comportamento. Às vezes as pessoas se esforçam demais para aparecer e falar coisas superficiais. Tem o aspecto divertido, dá para dar muita risada, ouvir todo tipo de besteira e ver um lado bizarro das pessoas. Mas por outro lado, algumas pessoas nunca se mostram de verdade, você nunca consegue conhecê-las como elas são. E as pessoas ficam escondendo seus medos, seus sentimentos… Enfim, eu estou no meu período super metal, mas tenho que confessar que adoro estar num ambiente aconchegante com algumas pessoas próximas e abertas, sinceras, simples e muito queridas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s